Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 13 de Janeiro, 2007

É talvez um dos mapas que melhor ilustra a diferença Norte/Sul. Observem o “Grande” continente africano que parece desaparecer. Territórios geograficamente pequenos como o Japão, ou até Portugal, estão bem visíveis neste mapa: Aliás, Portugal surge “maior” do que a África subsariana.
Em 2004 7,7 milhões de médicos estavam no activo. O maior número regista-se na China, que é o território que surge, neste mapa, com maior dimensão

PTG

Read Full Post »

Este mapa mostra quase o negativo do da mortalidade infantil. Esta esperança de vida é calculada com base nas crianças nascidas em 2002 sob o pressuposto que as tendências até agora verificadas continuarão no futuro. A esperança de vida é substancialmente diferente entre homens e mulheres, ou seja, é superior nas mulheres. Muitas têm sido as causas apontadas para tal facto, mas parece que o trabalho diferenciado tem sido o principal factor explicativo. Assim, há poucas mulheres pescadoras, mineiras, militares, ou seja, falamos de profissões que são conhecidas por diminurem grandemente a esperança de vida e que têm sido praticadas, na sua grande maioria, por homens. A emancipação da mulher, um processo ainda em curso, terá, no futuro, um efeito de aproximação dos valores da esperança de vida entre mulheres e homens.
A esperança de vida mais longa é registada no Japão (81 anos e seis meses). Ao contrário, a esperança de vida mais curta é registada na zambia (país africano), com 32 anos e 8 meses!!!!! A média mundial situa-se nos 67 anos. A mortalidade na zambia e a consequente descida da esperança de vida, tem vindo a aumentar nos últimos anos em consequência da epidemia de SIDA.

PTG

Read Full Post »

Este mapa deformado mostra a Mortalidade Infantil no Mundo. As regiões com maiores valores estão exageradas e aquelas com valores mais baixos estão reduzidas. A África e o Sul da Ásia parecem ocupar todo o mapa, enquanto que a Europa e a América estão representadas num tamanho muito reduzido. De notar também que a Oceania está praticamente invisível.

Os dados dizem respeito a 2002, ano em que ocorreram, a nível mundial 7,2 milhões de crianças com menos um ano de idade. 5,4% morreram no primeiro ano de idade e 2,3% durante a primeira semana. Na ìndia cerca de 7 bebés em cada 100 (70 por mil) morrem no primeiro ano de vida. mas a região em pior situação é mesmo o Continente africano, o qual regista 22 países com uma taxa superior a 10 mortes em cada cem nascimentos. O valor mais elevado é registado na Serra Leoa (um dos páises com IDH mais baixo do Mundo) que atinge o valor de 16,5 bebés que morrem por cada cem nascimentos.

É bem um Mundo de contrastes!!!!!

PTG

Read Full Post »

A altitude

Fonte: Fazer geografia, Porto Editora

A altitude é a terceira coordenada geográfica e corresponde à distância, em metros, medida na vertical, entre o nível médio das águas do mar e um dado lugar.

Até agora temos estado a trabalhar em duas dimensões (latitude e longitude), mas agora, com a altitude temos a terceira dimensão. Isto é, podemos começar a ver em “relevo”.

Dependendo da posição do lugar em relação ao nível do mar a sua altitude pode ser positiva ( se o lugar se encontra acima do nível do mar) ou negativa (se o lugar se encontra abaixo do nível do mar). Na figura os lugares A, C e D encontram-se acima do nível médio do mar enquanto que os lugares B e E se encontram abaixo do nível do mar, mas as designações que a altitude assume para cada um deles é distinta:
A – encontra-se a uma altitude positiva;

B – encontra-se a uma altitude negativa; designa-se DEPRESSÃO porque corresponde a uma área emersa;

C – encontra-se a uma altitude positiva.;

D – encontra-se a uma altitude positiva, mas designa-se PROFUNDIDADE porque corresponde a um lugar submerso;

E – encontra-se a uma altitude negativa, mas designa-se PROFUNDIDADE porque corresponde a um lugar submerso.
Adaptado de um site de geografia

Read Full Post »

Perfil topográfico

Fonte: Assimetrias, Porto Editora

As curvas de nível permitem-nos construir perfis topográficos, os quais nos dão uma imagem do relevo a duas dimensões (altitude – y; distância- -x). O perfil topográfico é uma representação gráfica de um corte vertical do terreno segundo uma direcção previamente escolhida. Essa direcção deve ter em conta que a linha que traçamos no mapa deve ser o mais perpendicular possível às curvas de nível
A construção de um perfil topográfico compreende as seguintes etapas:

• Sobre o mapa topográfico traça uma recta, que corresponde à secção transversal do perfil que pretendemos construir;

• Orienta sobre o mapa uma folha de papel milimétrico ou quadriculado de maneira que o eixo horizontal sobre o qual se vai construir o perfil seja paralelo à linha recta que traçaste no mapa;

• Projecta-se sobre o eixo horizontal a intersecção de cada curva de nível com a linha recta, tendo em conta a cota de altitude correspondente;

• Traça um eixo vertical, que representa a altitude ou cotas;

• Recorrendo ao eixo vertical localiza e marca o valor de cada curva de nível projectada;

• Depois de marcados todos os pontos correspondentes às curvas de nível projectadas, unem-se dando origem a um perfil topográfico.

Adaptado de um site de geografia

Read Full Post »

Esta imagem mostra alguns topos de montanhas nos Alpes onde se pode observar uma formação de núvens típicas das regiões de maior altitude. O ar é forçado a subir pelas encostas e arrefece. Ao arrefecer condensa e o vento faz o resto: as núvens em formato de algodão são resultado do grande arrefecimento do ar juntamente com o vento forte que se regista, por vezes, a estas altitudes.
PTG

Read Full Post »

Mais uma imagem elucidativa das desiguladades no Mundo.
Uns são gordos, outros são magros;
Uns têm sede, outros desperdiçam água.
Reparem como há sempre uma diferencição em Hemisférios.
PTG

Read Full Post »

As desigualdades económicas no Mundo são, hoje em dia, muito profundas. Este cartoon mostra o contraste entre, por um lado, a Europa e, por outro lado, a Ásia sobrepovoada. Na Europa brinca-se alegremente, canta-se, emfim, a vida é Bela!!!. Ao mesmo na Ásia vive-se mal. e alguns tentam escapar. A pressão demográfica (excesso de população relativamente aos recursos disponíveis) faz com que alguns tentem migrar para regiões onde, à partida, a vida é mais fácil.
PTG

Read Full Post »

Descobri um Blog muito interessante e com fotografias de grande qualidade sobre as montanhas ibéricas. Aqui podem ler, ver e, imaginem, ouvir!! O Blog tem uma música de fundo, inspiradora, que relaxa enquanto observamos as imagens lindissimas das paisagens naturais que podemos encontrar nas regiões montanhosas da Península Ibérica. Podem aceder o Blog cria por Paulo Santos clickando AQUI

PTG

Read Full Post »