Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Agricultura’ Category

 

Imagem : NASA – Earth Observatory

 

Agricultura irrigada no Kansas que mais se assemelha a um grande quadro de arte moderna. Esta paisagem cobre uma área real de quase 1500km2! A água é proveniente de um aquífero gigantesco. Esta água é designada como “água fóssil” que teve origem na última idade do gelo. É, por isso, um bem raro e inestimável pois é um recurso não renovável. A intensa utilização para a agricultura está a fazer desaparecer este aquífero que, actualmente, é realimentado a uma taxa muito inferior à do seu consumo. Para além disso, como as condições que estiveram na origem da sua formação já não estão presentes (o degelo da última época glaciar), prevê-se que o esgotamento da água seja uma realidade dentro de pouco tempo.

Read Full Post »

 

Imagem: NASA / Earth Observatory

Imagem curiosa na parte oriental de Idaho (EUA) sobre o avanço de um campo dunar (Dunas de Saint Antony) do Deserto, que avança sobre uma planície fértil do Snake River. De notar os campo circulares resultado do tipo de irrigação utilizada.

Mais informações em http://earthobservatory.nasa.gov/IOTD/view.php?id=46100

Read Full Post »

A

 

B

O contraste entre a grande propriedade no Alentejo (A) e a pequena propriedade na Beira Litoral (B). As imagens estão quase à mesma escala e o padrão da paisagem agrícola é claramente distinto num caso e no outro. No primeiro caso (A) quase é possível contar o número de propriedades agrícolas. No segundo caso (B) a tarefa é impossível. Aqui a excessiva fragmentação da propriedade é um dos problemas estruturais mais graves da agricultura portuguesa. Trata-se de uma agricultura familiar, em regime de policultura, intensiva em mão-de-obra e de muito difícil mecanização. Na grande propriedade no Alentejo também há problemas. A mecanização é mais fácil e comum, no entanto, a pobreza dos solos e um grande peso da agricultura de sequeiro são grandes entraves ao desenvolvimento agrícola. A área de regadio, ao contrário do que acontece mais a Norte, é ainda relativamente reduzida.

Os contrastes são também claros ao nível do povoamento: o povoamento distintamente concentrado no Alentejo, em oposição a um povoamento disperso na Beira litoral

Read Full Post »

Fonte: Robb Kendrick – National Geographic

Mais um exemplo de agricultura irrigada, desta feita no Qatar. É, portanto, agricultura irrigada em pleno deserto o que provoca um contraste ainda maior, pois a envolvente aos círculos verdejantes é bastante mais seca do que no caso anteriormente mostrado da região de Alcochete. Aqui os campos irrigados de forma circular têm, também, uma maior dimensão, o que atesta a extraordinária dimensão dos sistemas de rega. A dimensão e a perfeição destes círculos irrigados faz-nos pensar em obra de extraterrestres.

Nestes campos plantam-se frutos e vegetais. No entanto, apesar do tamanho destes campos, o Qatar não é autosuficiente, pois a maior parte dos produtos alimentares são importados. Todos os eforços do Governo para o desenvolvimento agrícola esbarram em fortes condicionantes climáticas: a falta de chuva e consequentemente a grande escassez de água doce.

Read Full Post »

Campos Abertos

~

Fonte: http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Moforlogiaagr%C3%A1ria.jpg

Esta foto ilustra bem a morfologia agrária em campos abertos, tirada na região de Valladolid (Espanha). A forma dos campos é regular, apesar de haver campos de tamanho diferente. Contudo, é clara a predominância da forma rectangular.

Trata-se de uma agricultura mecanizada, em sistema de monocultura, portanto, uma agricultura moderna direccionada para o mercado.

Read Full Post »

Imagem Google Earth

 

A Leste de Alcochete podemos encontrar estes campos agrícolas típicos de uma agricultura irrigada. Os sistemas de rega são geradores destes padrões circulares. O facto de os círculos serem mais verdes atesta o efeito da rega. A par destes campos circulares podemos observar ainda alguns campos abertos e área florestal.

É , pois, uma figura que representa uma agricultura moderna, intensiva com recurso a sistemas de rega. A rega é fundamental nas regiões de clima mediterrâneo como o nosso (em Portugal), pois a estação mais quente do ano coincide com a altura de menor precipitação. Assim, a conjugação do calor com falta de chuva provoca grande stress hídrico em algumas culturas (como as do milho forrageiro). Logo, só com sistemas de rega se torna possível a existência de algumas culturas no clima mediterrâneo.

Read Full Post »

 

A Agricultura em Portugal



 

Realizado por:

João Lopes

 

Introdução

 Este trabalho foi realizado de modo a dar continuação à revista de geografia que tem tido grande êxito.

Neste trabalho vou abordar o tema da evolução da agricultura em Portugal, neste ano lectivo já foi dada a agricultura mas apenas em termos mundiais eu vou tentar especificar o caso português.

 

 Agricultura em Portugal

Agricultura passou a ser praticada a partir da revolução neolítica e desde essa data ela tem-se difundido e evoluído. Hoje a agricultura continua a ser uma actividade económica importante mas também a mais sensível a determinados factores como:

  • Clima

O clima em Portugal é temperado e por isso muito propício à agricultura pois a queda sazonal das folhas transmite matéria orgânico (humos) para o solo. Devido ao clima quente e seco no verão e frio e chuvoso no Inverno a videira, o sobreiro e o pinheiro sãos as principais culturas em Portugal, pois conseguem crescer com a pouca água que existe no verão e ás geadas no Inverno, mas existem já maneiras de plantar espécies em outros países de clima diferente uma dessas maneiras é: o uso de estufas a drenagem de campos e a irrigação.

 

  • Relevo

O relevo em Portugal é contrastado, no Norte o relevo é mais acidentado enquanto no Centro e Sul é mais plano, é devido a isso que a agricultura é mais importante no Alentejo e é também o motivo da existência de tanta vinicultura no Norte de Portugal (onde se faz o conhecido vinho do Porto que infelizmente é mais explorado pelos estrangeiros). Nos Açores e Madeira o relevo é mais acidentado devido à sua origem (vulcânica). Existem poucas montanhas em Portugal que são: a Arrábida, a Serra da Estrela, o Geres e o Buçaco. A dificuldade de cultivar numa montanha tem a ver com as chuvas que lavam o solo de nutrientes e por vezes de terra deixando-o e mm rocha nua, mas existem já maneiras de evitar isso construindo socalcos ainda assim a agricultura praticada seria tradicional devido à impossibilidade da chegada de máquinas a esses locais.

 

  • Solo

O Solo como já antes fora dito é rico devido a localização geográfica de Portugal ser numa zona temperada onde existe a queda sazonal de folhas que leva a uma boa concentração de humos no solo que os torna mais férteis. Nas zonas frias devido ao gelo também são pobres em nutrientes e nas zonas desérticas e tropicais também são pobres devido à existência em pouca quantidade de matéria orgânica, mas com o uso de adubos químicos já se consegue enriquecer os solos de maneira a ser mais fácil a prática da agricultura. No Norte de Portugal a agricultura é tradicional devido o relevo montanhoso e no sul e centro a agricultura é mais moderna pois já existem mais planícies e as propriedades são maiores

 

  • Desenvolvimento tecnológico e científico

O desenvolvimento tecnológico e cientifico é o uso de tecnologia humana para a agricultura que foi evoluindo da descoberta dos metais, para a máquina a vapor até os tractores de hoje em dia. Em Portugal devido em parte à extinção do morgadio as terras são demasiado pequenas para uso de máquinas e para o desenvolvimento tecnológico.

 

  • Tradições culturais

Tradições culturais já não são muito importante devido a que a agricultura já não é tão influenciada por isso, apenas nalgumas tribos de África e/ou América .

 

 

Agricultura tradicional

 

  • É uma agricultura de subsistência, ou seja para consumo próprio.
  • É mais praticada nos países subdesenvolvidos:
    • África
    • América Latina
    • Ásia
  • Possui um carácter rudimentar e rotineiro
  • Utiliza técnicas e instrumentos rudimentares/simples
  • Utiliza fertilizantes naturais
  • Possui um baixo rendimento agrícola, ou seja, tem pouca produtividade.
  • È praticada em explorações agrícolas de reduzida dimensão
  • Adopta a policultura
  • É praticada em regime extensivo
  • Ocupa uma grande percentagem da população activa

 


 

 Agricultura Moderna

  • É uma agricultura de mercado, ou seja, praticada para depois vender.
  • Possui carácter científico
  • Ocupa uma reduzida percentagem da população activa
  • Utiliza produtos químicos
  • Possui um elevado rendimento agrícola e altos valores de produtividade
  • É praticada em explorações agrícolas de grande dimensão (emparcelamento)
  • Adopta a monocultura
  • Praticada em regime extensivo
  • Praticada nos países desenvolvidos

 

 

Agricultura de Plantação

A Agricultura de plantação não passa de empresas vindas de países desenvolvidos para regiões tropicais para cultivarem plantas impossíveis de cultivar em regiões temperadas

 

Conclusão

Neste trabalho aprendi que existem diferentes tipos de cultura e como funcionam Aprendi também as influencias que a agricultura sofre em Portugal do clima, relevo tradições culturais, solo, e o desenvolvimento tecnológico e científico.

 

 

Bibliografia

www.arikah.net

www.greenpeace.org

www.beltectangua.com.br

charroco.blogs.sapo.pt

fesrvsd.fe.unl.pt/WPFEUNL/WP2000/wp391.pdf

web.educom.pt/…/Ambiente/Mapas/MapaAgr.JPG

Read Full Post »